Ovodoação pode aumentar as chances de gravidez?

Atualizado: 21 de jul. de 2021

Entre as alternativas para realizar o sonho de ser mãe, por meio da Fertilização In Vitro (FIV), está a ovodoação. Esse procedimento é indicado quando, seja pela idade ou por algum problema de saúde, a paciente não produz mais óvulos e, consequentemente, não consegue engravidar. Assim, através de um banco de doadoras, a clínica busca e coleta os óvulos saudáveis para realizar a fertilização, com os espermatozoides do homem. Após isso, ocorre a transferência embrionária, quando os embriões são colocados no útero da paciente que gerará a criança.


Aceitar que o óvulo de outra mulher será utilizado e aguardar todo o período de preparo e coleta pode ser difícil para algumas pacientes. Por isso, perguntar qual a taxa de sucesso de gravidez utilizando essa técnica de ovodoação é algo comum. A resposta dependerá do organismo de cada paciente, mas estatísticas apontam uma taxa de sucesso de gravidez de até 60%.


Preparação do endométrio para receber o óvulo


Para que ocorra a gravidez uma preparação do endométrio da mãe (paciente), para receber os embriões, é realizada. Esse processo dura em média 20 dias, contados a partir do início da última menstruação da mulher, onde um tratamento hormonal, por meio de medicamento via oral, transdérmico e/ou vaginal é indicado pelo médico especialista.


Caso você esteja cogitando a técnica de ovodoação, saiba que ela é segura. A escolha da doadora é realizada através da clínica de forma criteriosa, e todo o processo é anônimo.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo